Loading...

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Qualquer um pode ser poeta por uma tarde. Vamos tentar antes que arde?

O mar e o ar que agora respiro e transpiro Está de um azul tão intenso e puro Que está quase a me fazer crer Estar acordado e quase sonhando Um sonho infinito e tão profundo Capaz de a tudo inverter Onde era céu mar é agora Tão profundo e sereno é este imenso oceano Capaz de a todos nós poder hipnotizar Ausente agora estou de tormentas e tempestades Sonhando sonho tranqüilo e sereno E assim permaneço a me acalmar Sorrindo quase chorando Feliz e manso totalmente Voltando novamente a crer Ser possível ao mesmo tempo ser Marinheiro errante e aventureiro A procura desta onda perfeita que às vezes nos oferece a vida Tão repleta de surpresas e mistérios Todas elas desvendadas quando azul assim estou E assim posso agora afirmar Ser possível mais uma vez Voltar a velejar e sempre navegar Neste infinito e azul oceano E deste nunca mais me ausentar Amando e sobrevivendo mais uma vez Depois de duros e intermináveis naufrágios. Marcos Aurélio (obs: ontem eu tentei e veja só no que deu! rs...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário