Loading...

segunda-feira, 21 de maio de 2012

O Absolutismo Monarquico

O absolutismo monárquico Nos século XIV e XV na Europa iniciou-se um processo histórico onde a centralização do Estado na figura de um rei, passou a ser a necessidade de um sistema capitalista em pleno florescimento. Uma só moeda, um só sistema de pesos e medidas, caminhos livres da exploração parasitária de uma nobreza feudal em plena decadência. Os comerciantes e mercadores aliaram-se a uma nobreza ávida de um estado centralizador, forte e empreendedor de grandes negócios. Eis o cenário histórico em que surge Nicolau Maquiavel. Criador da política moderna e burguesa ao separar a Igreja das decisões essências da economia. Separou a ética da política e criou um manual científico de como os príncipes deveriam atuar para conquistarem e permanecerem com o poder. Escreveu em Florença para seu príncipe mais foi posto em prática primeiramente pó Henrique VIII ao criar um imbróglio sobre seu casamento e assim conseguir espoliar os bens da Igreja ao criar a sua própria. Catarina de Medicis também leu dessa fonte e aniquilou todos os seus adversários usando métodos que mais tarde foram chamados de maquiavélicos. A máxima de sua filosofia é: Os fins justificam os meios, ou seja, não importa se eu tenha que matar assinar, trair se assim conseguir meu objetivo maior: O Poder quase que divino do Rei. Como da para se notar os políticos brasileiros parecem ter o Príncipe como cartilha.os na europa Entregar um trabalho individual sobre o absolutismo monarquico e Maquiavel, respondendo uma qustão problema. Qual a relação do livro de Maquiavel e os acontecimentos na europa e em direção ao processo de fortalecimento do poder do rei?

Nenhum comentário:

Postar um comentário